domingo, 27 de maio de 2012

Relatoria I Pré-Enuds 2012 UFRuralRJ – 29/abril/2012




Proposta de Tema Central Aprovada:

  • Práticas de resistências e enfrentamentos: corpo, política, discurso e poder;

Metodologia – ENUDS
  • Mesas/Rodas de Conversa;
Após a mesa, com no máximo 3 convidados. O mediador também terá a função de provocador, um quarto componente da mesa. Após a mesa, a discussão será encaminhada a um GD e registrada por um relator, afim de retornar a discussão para plenária.
  • GD’s;
Os GD’s ocorrerão após as comunicações orais e debaterão as temáticas referentes às mesmas.
  • Comunicações orais;
  • Apresentações artísticas;
  • Ato;
Devem ser designadas pessoas com perfil adequado ao ato e ao esteriótipo das faixas, carros de som e massas caminhantes (performances, intervenções urbanas, etc.).
Garantia de um espaço de preparação anterior ao ato, que explique a tod@s @s enudian@s questões básicas sobre segurança, informações sobre o local onde se realizará o evento, as pautas e oficina de preparação do material (faixas, cartazes, gritos de ordem, material de batucada).

Proposta aprovada na plenária final do IX ENUDS:
 Residência estudantil e homofobia
=> Tema para o Ato e entrará na programação como espaço para troca de experiências.
=> Temática não entra como espaço de troca de experiências.
=> O espaço já existente de troca de experiência também seja utilizado para discutir a residência estudantil e homofobia.

  • ENUDS outgames;
  • GDT Rumos e Perspectivas; 
  • Troca de Experiências
  • Oficinas;
Oficinas com carácter lúdico e prático.
  • Minicursos.


Propostas de Eixos Temáticos aprovada
1       Identidade, diferença e diversidade;
2       Universidade e diversidade sexual: trajetórias e debates;
3       Conjuntura política e movimento LGBT;
4       Práticas de resistência: corpo politico e cotidiano;
5       Estado Laico, políticas públicas e direitos;
6       Movimentos sociais: a diversidade em outras frentes de ação;
7       Corpos em trânsito: experiências e resistências de travestis e transexuais;
8       Diversidade e invisibilidade em contextos de marginalidades: campos e periferias urbanas;
9       Os desafios da representação: discursos midiáticos e a diversidade sexual;
10  Educação, Saúde, Comunicação e Direito: diversidade sexual e de gênero, (in) visibilidade e enfrentamento;


Mesas

1-    Conjuntura e política LGBT: contextos, experiências e perspectivas;
2-    Corpo político e subjetividade: marcadores de diferença e resistência;
3-    Corpos em trânsito: experiências e resistências de travestis e transexuais;
4-    Sexualidades e descolonização dos saberes: Periferia, ruralidades e outras margens territoriais;


Perfil das mesas

Mesa 1- Conjuntura e política LGBT: contextos, experiências e perspectivas.

Perfil 1- Que consiga fazer a discussão do cenário nacional e internacional transversalizando laicidade; (Sônia Corrêa)
Perfil 2- Análise histórica
Perfil 3- história, conjuntura e grupos de diversidade sexual universitário.

Mesa 2- Corpo político e subjetividade: marcadores de diferença e resistência

Perfil 1- Questão de gênero e raça;
Perfil 2- Práticas sexuais subversivas e corpo;
Perfil 3- Corpo e Agência. (Pedro Costa)

Mesa 3- Corpos em trânsito: experiências e resistências de travestis e transexuais

Provocação: Janaína
Perfil 1- Transexual Masculino, resgate histórico (João Nery/Guilherme Almeida).
Perfil 2- Transexual Feminino (Leilane Assunção)
Perfil 3- Travesti (Indianara, Fedra de Córdoba)

Mesa 4- Sexualidades e descolonização dos saberes: Periferia, ruralidades e outras margens territoriais.

Perfil 1- Classe e mercado: marginalização LGBT na periferia. (Osmundo Pinho)
Perfil 2- ruralidades/periferia invisibilidade.
Perfil 3- Descolonização dos saberes e outras margens/ invisibilidade dos sujeitos/grupos.

Um comentário:

  1. Olá, gostaria de saber se já existe data para o X ENUDS. Abraços.

    ResponderExcluir